Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/448
Título: Mudanças na política de formação profissional no brasil na década de 1990: lições a partir do Planfor
Autor(es): SANTIAGO, Fabiane Cabral da Costa
MARQUES, Eduardo Cesar
Palavras-chave: EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR;EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO;EDUCAÇÃO E TRABALHO;EDUCAÇÃO PROFISSIONAL;FORMAÇÃO PROFISSIONAL;PLANFOR
Data do documento: 2006
Editor: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humans. Departamento de Ciência Política. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política
Citação: SANTIAGO, Fabiane Cabral da Costa. Mudanças na política de formação profissional no brasil na década de 1990: lições a partir do Planfor. 2006. 131f. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Política) Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humans. Departamento de Ciência Política. Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. 2006. São Paulo. Orientador9a): Eduardo Cesar Marques.
Resumo: Esta dissertação trata da Política Pública de Educação Profissional do MTE desenvolvida durante a década de 90 no Brasil. A análise privilegia o processo de formulação do Plano Nacional de Educação Profissional - Planfor, observando as proposições dos atores, no caso específico, empresários, trabalhadora e governo, e suas respectivas contribuições para o desenho final da política. Considera-se que a política em questão representa estratégia de enfrentamento dos problemas estabelecidos a partir das mudanças ocorridas no mundo do trabalho, particularmente nas organizações produtivas e o fenômeno do desemprego, além do reconhecimento da educação como elemento estratégico para a promoção da competitividade e do desenvolvimento do país. No terreno dos elementos que condicionaram a reformulação da educação profissional no Brasil, aborda-se o movimento de crise e transformação do papel do Estado que resulta em um novo marco para a realização de políticas públicas e, portanto, em uma nova institucionalidade para a formação profissional. O objetivo do trabalho é entender o processo pelo qual idéais e proposições elaboradas e disseminadas pelos atores considerados no processo vieram a dar forma ao Planfor. Quais foram os atores mais relevantes? Que articulações foram feitas? Quais foram as concepções que nortearam a política do MTE para a educação profissional? Para analisar este processo de mudança na Política de Educação Profissional foi utilizado como quadro teórico de referência o modelo analítico do ciclo da política pública desenvolvida por John W. Kingdon (1984).
Descrição: Biblioteca FFLCH/USP
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/448
Aparece nas coleções:Educação do Trabalhador

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador