Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2738
Título: A VIDA ROMPENDO MUROS: CARISMA E INSTITUIÇÃO. AS PEQUENAS COMUNIDADES RELIGIOSAS FEMININAS INSERIDAS NO MEIO POPULAR NO NORDESTE
Autor(es): MIELE, Neide
REZENDE, Maria Valéria Vasconcelos
Palavras-chave: Religião;Comunidade;Educação informal
Data do documento: 1999
Editor: Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Citação: REZENDE, Maria Valéria Vasconcelos. A vida rompendo muros: carisma e instituição. As pequenas comunidades religiosas femininas inseridas no meio popular no Nordeste.1999. 222f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. Programa de Pós-Graduação em Sociologia. 1999. João Pessoa. Orientador(a): Neide Miele.
Resumo: A VIDA ROMPENDO MUROS: CARISMA E INSTITUIÇÃO. As pequenas comunidades religiosas femininas inseridas no meio popular no Nordeste. Este estudo tem como tema as autodenominadas "pequenas comunidades religiosas inseridas no meio popular" — uma forma de vida religiosa católica feminina muito disseminada no Nordeste brasileiro — constituídas de pequenos grupos (três a cinco pessoas) de mulheres católicas celibatárias consagradas (freiras), pertencentes a Conureuações religiosas canonicamente estabelecidas e tradicionalmente dedicadas a manutenção de obras de assistência social, de saúde e de educação que. a partir de meados dos anos 60 do século XX. abandonaram o estilo de vida conventual e de trabalho tradicional de seus institutos religiosos, residem em bairros pobres, dedicando-se a "convivência com os pobres", à sua evangelização, e a trabalhos de educação informal e de pastoral popular. Os dois primeiros capítulos analisam seus antecedentes histoncos. remotos e próximos, sobretudo sob o ponto de vista das relações entre impulso carismático e institucionalização. O 3o e o 4o capítulos analisam as Pequenas Comunidades no Nordeste, em suas fases de implantação, de expansão e de crise, procurando compreendê-las através da analise da rede de complexas relações sociais nas quais estão situadas e. mais uma vez. da relação entre as motivações pessoais e espirituais e os dados objetivos das estruturas e conjunturas sociais. Foram pesquisadas diretamente 92 de um universo de 165 comunidades.
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/2738
Aparece nas coleções:Outros temas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ACAO004.pdf20.26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador