Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2704
Título: Violência e arbitrariedade intimidam professores de Alagoas.
Palavras-chave: Educação;Professorado
Data do documento: Nov-2007
Editor: Ação Educativa. Programa Observatório da Educação.
Citação: FAÍSCA - A CONJUNTURA EDUCACIONAL EM PAUTA. São Paulo: Ação Educativa. Programa Observatório da Educação, nº 33, nov. 2007
Resumo: Sociedade civil protesta contra impunidade de crimes políticos no Estado; ex-prefeito de Satuba, preso sob acusação de encomendar a morte de professor que denunciou corrupção no município em 2003, está foragido há mais de um ano. Corrupção, violência e impunidade dificultam o controle social sobre as políticas educacionais de Alagoas, sobretudo no que se refere à aplicação das verbas públicas. Esse é o diagnóstico feito por Girlene Lázaro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação daquele estado (Sinteal) ao comentar a fuga de Aldaberon de Moraes, ex-prefeito de Satuba, acusado de mandar assassinar brutalmente o professor Paulo Bandeira.
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/2704
Aparece nas coleções:Faísca

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ação Educativa - Nº 33 - Vi...pdf24.9 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.