Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2066
Título: ADOLESCÊNCIA: DOS RABISCOS AO TRAÇO - ESTUDO PSICANALÍTICO SOBRE A EDUCAÇÃO E O ADOLESCENTE
Autor(es): MADEIRA, Margot Campos
GALVÃO, Andrea Clara
Palavras-chave: EDUCAÇÃO;ADOLESCÊNCIA;REPRESENTAÇÃO SOCIAL;PSICANÁLISE
Data do documento: 2002
Editor: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Resumo: A ADOLESCÊNCIA CONSTITUI UM TEMPO DA VIDA DO HOMEM. TRATA-SE DE UM PERÍODO DE TRANSFORMAÇÕES CORPORAIS E TAMBÉM DE UM MOMENTO SUBJETIVO. DIZ-SE: A ADOLESCÊNCIA É UM SEGUNDO NASCIMENTO. ÉPOCA DE QUESTIONAMENTOS SOBRE A EXISTÊNCIA, O SEXO, O TRABALHO, O DOM E A MORTE. TAMBÉM DE ESCOLHAS E EXPERIMENTAÇÕES QUE VÃO SE ARTICULAR COM ESTAS INTERROGAÇÕES. ISSO ACONTECENDO HOJE, MAS TAMBÉM EM REMOTOS TEMPOS DA HISTÓRIA DO HOMEM. A CONTEMPORANEIDADE INTRODUZ ALGO NOVO. ENCURTA-SE A INFÂNCIA, ALONGA-SE A ADOLESCÊNCIA. O TEMPO DE PASSAGEM, AGORA, QUERENDO-SE PERMANÊNCIA. DIMINUÍDA A DURAÇÃO DA PUERÍCIA, DESAPARECIDOS OS RITUAIS, ESFUMAÇA-SE O FINAL DA ADOLESCÊNCIA NA SUBJETIVIDADE DE CADA SER EM CRESCIMENTO. É ÀS SUAS PRÓPRIAS CUSTAS QUE O SER HUMANO CONQUISTA O ESTATUTO DE ADULTO. PRORROGA-SE A TUTELA. NUNCA FOI TÃO LONGA A DEPENDENCIA COMO O É HOJE. OBJETO DE GOZO DOS ADULTOS, O ADOLESCENTE É CONVOCADO, CONTRADITORIAMENTE, A CRESCER E A PERMANECER NÃO DE TODO CRESCIDO. AUMENTOU-SE O TEMPO DE ESCOLARIZAÇÃO E RETARDOU-SE O MOMENTO DO TRABALHO. MESMO OS QUE LABUTAM DESDE BEM CEDO, TÊM PRESERVADO UM CERTO DIFERENCIAL, DEMARCANDO O SIGNIFICADO DESSA LIDA NO SEIO FAMILIAR. CRESCIDO, O ADOLESCENTE, PASSA A TER PRÓPRIAS IDÉIAS. DIGA-SE DE PASSAGEM, IDÉIAS TOTALMENTE DIFERENTES DOS PAIS, OU ATÉ MUITO PARECIDAS. OS PAIS, NESTE MOMENTO, AINDA SÃO REFERENCIA, MESMO NA OPOSIÇÃO. DADOS OS IMPEDIMENTOS DE SE RESPONSABILIZAR POR ELAS, PELAS SUAS IDÉIAS, O ADOLESCENTE NÃO AS EFETIVA. HAJA VISTA AS LEIS E AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA ADOLESCÊNCIA. SEM O EXERCÍCIO DO DESEJO EM NOME PRÓPRIO, FAZ SINTOMA. DONDE, MUITAS VEZES, PROBLEMAS COMO O FRACASSO ESCOLAR, A DROGADIÇÃO, A DELINQÜÊNCIA, AS TENTATIVAS DE SUICÍDIO... CORRENDO RISCOS, NO DIZER DELES MESMOS, ARRISCAM-SE. RECEIO DOS ADULTOS, TENDENTES A TODAS AS PROTEÇÕES. SUCEDE QUE VIVER COMPORTA E PEDE RISCOS. NÃO HÁ DEFINIÇÃO DE UM ESTILO OU DE UM TRAÇO, SEM RABISCOS, RASCUNHOS OU ESBOÇOS, ERROS E ENGANOS. NÃO HÁ ACERTO ONDE NÃO COUBER A POSSIBILIDADE DE ERRAR. COMO SOCIEDADE, PAIS E EDUCADORES, CUMPRE, ASSISTI-LOS. ACOMPANHÁ-LOS, ENTRE O LONGE E O PERTO, PARA QUE ARRISCANDO-SE, NÃO PERCAM SUA CONDIÇÃO DE SUJEITO, E "RISQUEM-SE", NO SENTIDO DO DESAPARECIMENTO DE SUAS POSSIBILIDADES DE ENGENDRAR NOVAS ILUSÕES. CRESCENDO, NECESSITANDO SAIR DO ESTRITO CÍRCULO FAMILIAR, O ADOLESCENTE FAZ LAÇOS SOCIAIS. APAIXONA-SE, FAZ AMIZADES, PROCURA A LIBERDADE NA INVENÇÃO E NA CRIATIVIDADE. SOBRE ESSA BUSCA, DEBRUÇA-SE ESSA PESQUISA. OCUPAMO-NOS DE GRUPOS ADOLESCENTES CANTANDO, DANÇANDO, MOLDANDO, REPRESENTANDO E, DESSE MODO, TRABALHANDO. PRESERVADA SUA CONDIÇÃO DE DESEJANTE, O SUJEITO APRENDE. MAIS AINDA: HAVENDO NECESSIDADE DE NOVAS IDENTIFICAÇÕES, NÃO PASSARÁ DESAPERCEBIDO O DESEJO DO OUTRO EM RELAÇÃO AO OBJETO. ESTARÁ, PORTANTO, MUITO ATENTO AO QUE OS DITOS "ADULTOS" FAZEM COM AS SUAS VIDAS. ISSO MUITO ALÉM DAS PALAVRAS.TAMBÉM NÃO SERÁ INDIFERENTE AO LUGAR DA AUTORIDADE. ESTA QUE SIMBOLICAMENTE DEVERÁ SE MANTER, A DESPEITO DAS TENTATIVAS DE DESTITUIÇÃO. ATÉ O MOMENTO EM QUE VENHA A NÃO SER MAIS NECESSÁRIA. (PELO MENOS PARA ELE) TALVEZ RESIDAM AÍ, IMPORTANTES PONTOS DE COMPREENSÃO PARA PENSARMOS ALGUMAS DIFICULDADES ADOLESCENTES APRESENTADAS NO CAMPO DA CLÍNICA PSICANALÍTICA, BEM COMO NO CAMPO DA EDUCAÇÃO EM NOSSOS DIAS. EM TORNO ENTÃO, DESSA ARTICULAÇÃO ENTRE AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA ADOLESCÊNCIA, O DISCURSO EM CIRCULAÇÃO SOBRE O ADOLESCENTE E SEU LUGAR NA SOCIEDADE, E SEU PRÓPRIO POSICIONAMENTO SUBJETIVO QUE TRATAREMOS NESTA TESE. A PARTIR DISSO ELABORAREMOS NOSSAS COLOCAÇÕES.
Descrição: BIBLIOTECA CENTRAL ZILA MAMEDE
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/2066
Outros identificadores: Doutorado
EDUCAÇÃO
EXCLUSIVO
Aparece nas coleções:Estudos Psicológicos/Psicanalíticos sobre Juventude

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador