Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/1581
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorAMARAL, Mônica Guimarães Teixeira Dopt_BR
dc.contributor.authorCARNEIRO, José Renatopt_BR
dc.coverage.spatialSPpt_BR
dc.date.accessioned2009-03-14T18:29:00Z-
dc.date.available2009-03-14T18:29:00Z-
dc.date.issued2006pt_BR
dc.date.submitted2006pt_BR
dc.identifierMestradopt_BR
dc.identifierEDUCAÇÃOpt_BR
dc.identifierEXCLUSIVOpt_BR
dc.identifier.urihttp://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/1581-
dc.descriptionUNESP - FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS - CAMPUS ARARAQUARApt_BR
dc.description.abstractAO DESPERTAR PARA A PRESENÇA ?INVASIVA? E INDISCIPLINADA DE GRUPOS, TRIBOS, GANGUES E GALERAS DE ADOLESCENTES E JOVENS NO ENTORNO DA ESCOLA ?OSCAR VILLARES?, EM MOCOCA (SP), EU, COMO PESQUISADOR E, ENTÃO DIRETOR DA ESCOLA, DEPAREI-ME COM A NECESSIDADE DE CONHECER AS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DESSES AGRUPAMENTOS JUVENIS, PARA MELHOR TRABALHAR COM ELES. A PARTIR DE PESQUISA BIBLIOGRÁFICA ACERCA DA CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS, PROCUROU-SE DESVELAR OS FATORES DETERMINANTES DA ATUAÇÃO DOS MESMOS. DIANTE DESSE CONTEXTO, ESTE ESTUDO TEM COMO PRIMEIRO OBJETIVO, OBTER O ENTENDIMENTO SOBRE A DIMENSÃO DA ESCOLA PÚBLICA NO BRASIL, COM ÊNFASE NAS CONCEPÇÕES PEDAGÓGICAS QUE CONTRIBUÍRAM HISTORICAMENTE PARA A CONSTRUÇÃO DA ESCOLA ATUAL. O OBJETIVO DA PESQUISA FOI REFLETIR SOBRE AS RELAÇÕES DE PODER NO CAMPO DA ESCOLA, AS IMPLICAÇÕES LIGADAS AO ?HABITUS?, À INDISCIPLINA E ÀS FORMAS DE INCLUSÃO E EXCLUSÃO PRATICADAS ENTRE GRUPOS DE ESTABELECIDOS E DE ?OUTSIDERS? (SEGUNDO NORBERT ELIAS), FATORES ESSES QUE SE ENCONTRAM MEDIADOS PELA MÍDIA E PELA ?INDÚSTRIA CULTURAL?, NO BOJO DA GLOBALIZAÇÃO LEVADA A EFEITO PELO NEOLIBERALISMO DA CONTEMPORANEIDADE. A PESQUISA TEÓRICA PERMITIU LEVANTAR DADOS HISTÓRICOS SOBRE AS CARACTERÍSTICAS DA ADOLESCÊNCIA E DA JUVENTUDE COMO FENÔMENOS DE EXPRESSÃO PSÍQUICA E SOCIAL, PROCURANDO COMPREENDÊ-LAS NO CONTEXTO DAS MANIFESTAÇÕES DA CULTURA JUVENIL EM GERAL, ASSIM COMO NO ENTORNO ESPECÍFICO DA ESCOLA, PRIVILEGIANDO ASPECTOS LIGADOS À VIOLÊNCIA IMPLÍCITA NA ATUAÇÃO DE ALGUNS GRUPOS. ESTE TRABALHO REALIZOU, AINDA, ESTUDOS DE CASOS ENVOLVENDO ALGUNS SUJEITOS DA PESQUISA ? SUJEITOS REPRESENTATIVOS DAS CULTURAS JUVENIS PRESENTES NA ESCOLA ? E DE AGENTES ESCOLARES. PENSA-SE QUE ESTE ESTUDO POSSA SER DE INTERESSE DAS ADMINISTRAÇÕES ESCOLARES E DE EDUCADORES, QUE LIDAM COM AS CONFIGURAÇÕES GRUPAIS CONSTITUÍDAS POR ALUNOS, EX-ALUNOS, INDIVÍDUOS DE SUA COMUNIDADE (OU QUE DELA SE APROXIMAM), VISANDO INTERAGIR COM A ESCOLA. APRESENTA ALGUMAS ALTERNATIVAS PARA A CONVIVÊNCIA COM ESSES GRUPOS JUVENIS, POR MEIO DA ABERTURA E DO ESCLARECIMENTO DA ESCOLA EM RELAÇÃO ÀS MANIFESTAÇÕES DE SEU MODO DE VIDA E DE SUAS CULTURAS PECULIARES.pt_BR
dc.format.extent1155481 bytes-
dc.format.mimetypeapplication/pdf-
dc.language.isopt_BR-
dc.publisherUNESP - ARARAQUARApt_BR
dc.subjectGRUPOS JUVENISpt_BR
dc.subjectESCOLApt_BR
dc.subjectVIOLÊNCIApt_BR
dc.subject.otherGRUPOS JUVENISpt_BR
dc.subject.otherGRUPOS JUVENIS - atores coletivos juvenis e violênciapt_BR
dc.titleCONSTITUIÇÃO E A ATUAÇÃO DE GRUPOS, TRIBUS, GANGUES E GALERAS NO ENTORNO DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE ENSINO MÉDIO: UMA COEXISTÊNCIA POSSÍVEL?pt_BR
Aparece nas coleções:Grupos Juvenis

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese.pdf1.13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador